Os desafios de ser um pai solteiro

Tempo de leitura: 4 minutos

Ebook 101 Receitas de Papinhas, disponível para download

Educar uma criança com ambos os pais presentes já não é uma tarefa fácil, agora imagina fazer isso sozinho? A carga de responsabilidade e o desafio em ser uma mãe ou pai solteiro é muito maior, pois eles têm que tomar decisões, demandar tarefas do trabalho, casa, equilibrar vida emocional e profissional.

No Brasil, dados do IBGE apontam um aumento na porcentagem no número de pais solteiros, em 2005 era de 3,1%, já em 2015 foi para 3,6%. O número ainda é muito menor do que os índices de mães solteiras que, também subiram, de 25,8 para 26,8 no mesmo período.

De fato, os pais e mães se deparam com muitos desafios diariamente, porém ser pai solteiro tem seus próprios contratempos e exige coragem, paciência e compaixão para manter uma boa rotina de vida.

Relato de um pai solteiro

Pai solteiro, carrega seu filho nas costas

“O pai solteiro precisa fornecer tudo. Prover a sustentação econômica, educação e desenvolvimento pessoal e também o lado afetivo, desde a diversão até as broncas, absolutamente tudo. Às vezes, o pai por ser homem consegue ser mais eficiente na educação ou diversão, contudo, lidar com o lado afetivo e sentimental é mais desafiador”, afirma o consultor executivo Massimo Valenti.

Valenti que é italiano e mora no Brasil há 20 anos, possui a guarda definitiva dos filhos há oito anos. Ele revela que não notou nenhuma mudança no comportamento das crianças e sim uma evolução, desde o momento que ficaram sob sua tutela.

“Sempre fui muito próximo e apegado aos meus filhos. Brincávamos, saíamos bastante, eu cozinhava para eles, resumindo, sempre fui muito presente na vida deles. Ao receber a guarda provisória e depois definitiva sinto que as coisas foram “consertadas” depois de um processo de 16 meses, quando conseguimos seguir em frente, retomando uma vida quase normal”, conta Valenti.

Os 5 desafios de todo pai solteiro

Educa Pais - Os desafios de ser um pai solteiro

Pra ajudar quem está passando por uma situação semelhante, o blog Educa Pais selecionou alguns itens que devem ser levados em consideração, a partir de agora.

Suporte

Alguns pais solteiros relutam em buscar ajuda, seja por vergonha ou qualquer outro motivo. Mas, lembre-se, na maioria dos casos, você não está sozinho!

Se não tem o suporte de um parente ou amigo, com certeza existem muitos outros pais por aí, que enfrentam desafios cotidianos semelhantes.

Uma boa opção é a busca por ajuda profissional de um psicólogo, que vai ajudá-lo a entender melhor esse momento.

Disciplina

Tornar a disciplina parte de um relacionamento saudável com seus filhos significa estabelecer regras e padrões, que você pode aplicar de maneira consistente e justa.

Ebook segurança nas redes sociais, disponível para download

É provável que seu filho não goste ou fique chateado com você, mas tenha em mente o benefício que está fazendo para o seu desenvolvimento enquanto cidadão no futuro.

O desafio pode ser imediato, mas os valores conquistados por meio da disciplina terão um impacto muito importante na vida deles.

Comunicação

Mantenha a linha de comunicação aberta, deixando seus filhos saberem que podem conversar com você sobre qualquer coisa.

A comunicação ajuda a ensinar os seus filhos a resolverem seus próprios problemas.

Proteção

Os pais solteiros geralmente se esforçam muito para proteger seus filhos. Se é ou não uma forma de compensar a ausência do pai ou mãe, a superproteção tende a ser um dos grandes desafios para esses pais.

Já ouviu a frase: “Prepare os filhos para o mundo”? Então, deixe que seus filhos enfrentem alguns problemas e dificuldades da vida, isso os tornará resilientes e fará com que eles não vivam em uma bolha protetora.

Equilíbrio

A vida pessoal do seu filho não é o único equilíbrio que você precisará encontrar, os pais solteiros acham difícil ter uma vida pessoal, enquanto criam um filho por conta própria.

Manter um cronograma detalhado pode ajudá-lo a lidar com a logística, permitindo encontrar tempo para sair com seus amigos, namorada e manter seus hobbies.

“O peso dessa responsabilidade única afeta, infelizmente, 100% da nossa vida. O mundo do trabalho se complica enormemente com restrições a horários, viagens, etc. Os relacionamentos pessoais têm muitas mudanças, desde as diferenças de costumes ou educação, tudo acaba interferindo e complicando o relacionamento. Por exemplo, quem não tem filhos costuma ter uma vida mais agitada, independente e dificilmente se encaixa com a rotina de crianças pequenas. Conseguir sucesso e equilíbrio é realmente para poucos”, expõe Valenti.

Conclusão

Mais importante, lembre-se de que a melhor maneira de superar os desafios da paternidade solteira é estar envolvido. Não existe um caminho certo para ter filhos bem-sucedidos, sempre envolverá tentativa e erro. No entanto, se você ouvir atentamente, se envolver e não ficar muito chateado se as expectativas não se concretizarem, poderá superar qualquer desafio.

“Meu conselho para quem é pai solteiro é o de que continue lutando… muitas dificuldades irão aparecer… desafios, desilusões, mas nós somos a fortaleza dos nossos filhos e com o amor deles conseguiremos sempre vencer as dificuldades”, conclui Valenti.