Como educar os filhos para que tenham responsabilidade

Tempo de leitura: 4 minutos

Ebook 101 Receitas de Papinhas, disponível para download

Quando falamos sobre educação dos filhos, um dos assuntos mais desafiadores diz respeito ao desenvolvimento do senso de responsabilidade. Conseguir que as crianças sejam responsáveis não é uma tarefa fácil e exige estímulos contínuos dos pais.

Nas gerações passadas, era comum os filhos ouvirem que a única responsabilidade que tinham era a de estudar, no entanto, nos dias atuais as crianças possuem dezenas de obrigações e compromissos que devem ser cumpridos.

Mas quando e como ensinar para eles algo tão complexo que é o senso de comprometimento?

A responsabilidade é algo que deve ser ensinado desde cedo aos nossos filhos, antes mesmo da vida escolar, essa habilidade precisa ser inserida na rotina de forma gradual, começando com pequenas obrigações diárias e ir aumentando na medida em que a criança cresce.

Ensinar o seu filho a cuidar de si, dos outros e do ambiente em que vive, irá contribuir consideravelmente para o desenvolvimento dele ao longo da infância e adolescência.

Para que seu filho seja capaz de assumir responsabilidades é necessário que ele seja estimulado a se comprometer com suas tarefas e rotinas diárias, para que comece a criar esse habito desde pequeno.

Como criar bons hábitos dentro de casa

Mãe com o seu filho pequeno fazendo um bolo

Estabelecer hábitos sadios ajudará tanto os pais como os filhos a terem uma rotina harmoniosa dentro de casa. É importante ressaltar que existem aspectos a serem considerados nessa questão, como a idade e principalmente o nível de maturidade da criança.

As primeiras responsabilidades a serem atribuídas a ela podem ser por exemplo calçar um sapato, lavar as mãos, guardar os brinquedos ou até mesmo se enxugar sozinho após o banho.

Em seguida, o pequeno poderá ajudar nas tarefas de casa, como regar uma planta e dar comida para o animal de estimação.

Vale ressaltar a importância de explicar aos filhos o motivo de cada tarefa, para que fique enraizado a importância de cada atividade, além disso, a forma como falamos também é muito importante.

Sempre escolha frases como: “Você deve alimentar o cachorrinho para que ele cresça saudável e feliz e possa brincar com você” em vez de somente pedir que faça determinada tarefa.

Responsabilidades no meio escolar

Menina estudando (responsabilidade)

Além do ambiente familiar a criança também deve ter uma postura independente e responsável no âmbito escolar. Organizar a mochila, ficar responsável pelas lições de casa e pelo horário de acordar (especialistas recomendam a partir dos 10 anos de idade) são atitudes que os pais podem e devem estimular.

Em relação ao material escolar, os pais podem etiquetar livros e cadernos, mas o filho precisa ter o comprometimento de mantê-los em ordem, limpos e organizados.

Ebook segurança nas redes sociais, disponível para download

As crianças costumam ser distraídas por natureza, mas a partir dos oito anos os pais já podem exigir da criança um maior cuidado com o material escolar, evitando danos, perdas ou até mesmo esquecimentos.

Uma dúvida muito recorrente dos pais, incluindo a mim no passado, é se recompensar o bom desempenho do filho na escola com presentes e afins é algo bom.

Eu particularmente não recomendo dar presentes quando a criança passa de ano ou vai bem em uma prova, o correto é reforçar de forma positiva com palavras e gestos o esforço da criança com os estudos, mas sem associar isso a bens materiais.

Construindo a relação pelo diálogo

Pai conversando com a filha, falando sobre responsabilidades

Toda vez que você der alguma tarefa ao seu filho é fato que ele deve se comprometer a cumpri-la no prazo estabelecido, porém se a criança não conseguir cumprir, aceite seu erro com sensibilidade e paciência, e reforce com carinho o que deve ser feito.

É somente pelo diálogo que você poderá ajudar o seu filho a amadurecer e ser responsável.

Educar através do exemplo

Pai e filho limpando o chão. Mostrando que a educação vem do exemplo

Sabemos que as crianças copiam o que os pais fazem, por isso não adianta cobrar aquilo que você não faz. Palavras se perdem ao vento, mas as atitudes não!

Os pais precisam assumir a responsabilidade de educar, cumprindo seu papel, impondo limites e valorizando os bons comportamentos, isso é essencial para o amadurecimento das crianças.

Geralmente as crianças não se tornam responsáveis da noite para o dia, se ela é supervisionada pelos pais, possui bons hábitos e uma vida organizada, é muito provável que se torne um adulto responsável.

Por outro lado, se o pequeno não possui rotinas definidas é possível que ele comece a ter problemas não só em relação à responsabilidade, mas também em diversos aspectos de sua vida, como concentração, autocontrole e a maneira de se relacionar com o mundo.

Conclusão

A vida real é bem diferente dos desenhos animados, os filhos devem assumir responsabilidades ao longo de toda a sua vida e não somente quando forem adolescentes ou adultos.

O melhor é começar a educá-los desde cedo, ensinando valores e princípios para que cresçam fazendo a diferença no meio que escolheram viver, e para suas famílias, quando forem pais.